fbpx

Agroicone lança guia de árvores com valor econômico no Cerrado e Mata Atlântica

Caminhando nessa mesma direção, Instituto Escolhas acaba de lançar a plataforma #QuantoÉ? – Plantar Floresta

A Agroicone, especializada em estudos e pesquisas aplicadas para agricultura, energia e sustentabilidade, lançou o “Guia de Árvores com Valor Econômico”, que reúne e apresenta informações sobre plantio, desenvolvimento, produção, qualidade, prazo e valor de mercado de diferentes produtos florestais de 109 árvores nativas do Cerrado e da Mata Atlântica, segundo matéria publicada pela companhia.

Além disso, são descritos, também, os locais onde as espécies crescem naturalmente: as condições de umidade, temperatura, altitude, solo etc. Muitas destas árvores têm forte interação com a fauna nativa, atraindo, alimentando e abrigando diversos tipos de animais silvestres. “Contudo, não foi fácil selecionar essas 109 espécies, pois a riqueza da flora arbórea nativa da Mata Atlântica e do Cerrado, com aproveitamento econômico, é bem maior do que a fração representada neste guia”, afirma Eduardo Malta Campos Filho, biólogo e um dos autores do guia.

O guia da Agroicone é uma ótima fonte para quem pensa em recuperar sua floresta e realizou a simulação de custo na plataforma #QuantoÉ? – Plantar Floresta , lançada ontem (22/9) pelo Instituto Escolhas. A ideia da plataforma Siteé estimar o investimento para recuperar uma floresta em uma área e a receita que essa floresta poderia gerar. Ela foi inspirada no estudo que o Instituto Escolhas realizou para a Coalização Brasil, Clima, Florestas e Agricultura, que estimou o investimento que o Brasil teria que fazer para cumprir uma das metas apresentadas na Conferência do Clima de 2015 em Paris; a de restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares até 2030. A plataforma é disponibilizada gratuitamente e procura demonstrar que plantar floresta não precisa ser visto como custo nem ônus, e sim um investimento no futuro sustentável do Brasil.

O plantio de árvores é hoje uma obrigação legal de muitos proprietários rurais. O Código Florestal define a porção de florestas que cada propriedade rural deve conter, segundo o tamanho da área e bioma onde está localizada – os tamanhos das reservas são de 80% em áreas de florestas da Amazônia Legal, 35% no Cerrado, 20% em campos gerais, e 20% em todos os biomas das demais regiões do Brasil.