fbpx

Estudo “Do pasto ao prato: subsídios e pegada ambiental da carne bovina” será lançado no próximo dia 30

O montante de subsídios e os números das pegadas de carbono e hídricas serão divulgados em seminário realizado em parceria com o jornal Folha de S. Paulo

Os resultados dos impactos econômicos e ambientais na cadeia da carne bovina serão apresentados no estudo “Do pasto ao prato: subsídios e a pegada ambiental da carne bovina”, tema do mais recente estudo do Instituto Escolhas. Com abordagem inédita de toda a trajetória do gado, do nascimento do bezerro até a mesa do consumidor em todo o Brasil, o trabalho será lançado durante seminário a ser realizado no próximo dia 30 de janeiro, no auditório da Folha de S.Paulo, na capital paulista.

Nos impactos econômicos, o trabalho mostra o quanto se arrecada de impostos, quanto é fornecido de subsídios e qual o valor da renúncia fiscal dos Governos Estaduais e Federal.  Os impactos ambientais aponta a quantificação da pegada de carbono no quilo da carne bovina ao analisar as emissões de gases de efeito estufa (GEE), de acordo com a região, o tipo de pastagem e o sistema de manejo; na pegada hídrica é avaliado o consumo de água da cadeia da carne bovina em todo país e por tipo de manejo.

No evento, a apresentação do estudo será feita pelos pesquisadores Petterson Molina Vale, economista, que vai abordar o eixo que analisa os subsídios; e Roberto Strumpf, biólogo, que apresentará os dados da pegada ambiental, os resultados serão debatidos por personalidades ligadas às áreas de economia e agronegócios.

A maior parte dos estudos sobre os impactos ambientais da pecuária nacional costuma se debruçar sobre partes específicas da cadeia de produção e, em termos geográficos, muitas vezes focam apenas determinadas regiões brasileiras, casos da Amazônia ou Cerrado. Em paralelo, as análises econômicas sobre a indústria da carne bovina, apesar de traçarem o panorama dos principais indicadores da área, como participação no Produto Interno Bruto e empregos gerados, não identificam o volume de estímulos governamentais recebidos pelo setor. A motivação do estudo é suprir essa lacuna e produzir informações qualificadas sobre o tema.  

SERVIÇO:
Data: 30/01/2020
Horário: 08h30 – 12h00
Local: Auditório da Folha de S.Paulo – Alameda Barão de Limeira, 425 – Campos Elíseos, São Paulo – SP