fbpx

A exportação de ouro ilegal é destaque na coluna de Lauro Jardim no O Globo

A exportação de ouro ilegal é destaque na coluna de Lauro Jardim no O Globo, revelando o novo estudo do Instituto Escolhas, que mostra que, em 2020, o Brasil exportou 111 toneladas de ouro, mas, desse total, 17% (ou 19 toneladas) foram ilegais, pois a produção não foi registrada ou não possuía autorizações.

O levantamento indica que o Brasil produziu no ano passado apenas 91,9 toneladas de ouro, sendo que 485 kg não tinham um título para a extração do metal. Outras 18,6 toneladas não foram sequer contabilizadas nos registros de produção.

 

Confira a publicação na íntegra:

A exportação de ouro ilegal do Brasil chega a 19 toneladas por ano

Lauro Jardim

Em 2020, o Brasil exportou 111 toneladas de ouro, por um valor de US$ 4,9 bilhões. Desse total, no entanto, 17% (ou 19 toneladas) das exportações são ilegais, de acordo com um estudo inédito do Instituto Escolhas, um think tank que desenvolve estudos e análises sobre economia e meio ambiente.

A produção dessas 19 toneladas não foi registrada ou não estava vinculada a algum título que autorizasse a extração, segundo o levantamento.

As estimativas baseadas nos dados de recolhimento da Contribuição Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), revelam que o Brasil produziu no ano passado apenas 91,9 toneladas de ouro, sendo que 485 kg não tinham um título para a extração do metal. Outras 18,6 toneladas não foram contabilizadas em qualquer registro de produção.

Publicado originalmente pelo O Globo.