fbpx

Instituto Escolhas apresenta dados preliminares de pesquisas sobre a agricultura urbana e o sistema alimentar de Belém

Foto: Raimundo Paccó

Encontro presencial reuniu cerca de 100 pessoas – entre representantes de movimentos sociais e órgãos públicos, pesquisadores e especialistas no tema – para discutir a produção e a distribuição de alimentos na capital paraense. 

 

Na última terça-feira, dia 3, um grupo de convidados reuniu-se para debater os primeiros resultados das pesquisas sobre agricultura urbana e sistema alimentar em Belém, desenvolvidas pelo Instituto Escolhas em parceria com a Prefeitura do município. Além de compartilhar as informações já levantadas pelos pesquisadores, o objetivo do evento – que faz parte da metodologia de trabalho do Escolhas – era colher impressões sobre possíveis lacunas ainda por preencher no processo de finalização das pesquisas. 

“São duas equipes trabalhando paralelamente: uma com foco na agricultura urbana e outra, nos sistemas alimentares. Podemos afirmar que esses temas se complementam e que um dos nossos objetivos é descobrir quais são os desafios e potenciais da agricultura em Belém, como estratégia de combate à fome, promoção da segurança alimentar e dinamização da economia local”, explica Jaqueline Ferreira, gerente de portfólio do Escolhas. 

Além de Ferreira, compuseram a mesa de abertura do evento os secretários municipais Apolônio Brasileiro (Economia) e Sérgio Brazão (Meio Ambiente). “A ideia da nossa cooperação com o Escolhas é ter mais um aliado, pois temos muito conhecimento produzido aqui na academia e pelos próprios produtores. Agora, temos mais um aliado para que isso se transforme em política pública e possa iluminar a ação dos movimentos sociais, dos governos estadual e federal”, ressaltou. 

Sérgio Brazão, por sua vez, traçou um breve histórico sobre as políticas de agricultura urbana já vivenciadas em Belém. “Quando se fala em agricultura urbana, todo mundo pensa em horta. Mas, aqui, temos alternativas que o nosso mercado oferece, como a criação de patos, plantas ornamentais e medicinais”, destacou Brazão – que aproveitou para comentar o quanto o trabalho do Escolhas foi determinante para o avanço da agricultura urbana em São Paulo. 

A apresentação dos dados preliminares da pesquisa sobre sistema alimentar foi apresentada por Fernando Gaiger Silveira, pesquisador licenciado do Ipea, e Osvaldo Aly Junior, representando a equipe formada ainda pelos pesquisadores Alan Nunes Araújo e Bernardo Campolina Diniz. Já a apresentação da pesquisa sobre agricultura urbana coube ao engenheiro agrônomo e doutor em Produção Vegetal Moisés Savian, representando a equipe formada também pelos pesquisadores Sheryle Hamid e Caio Ferreira de Souza. 

O evento garantiu ampla representatividade dos setores envolvidos nos temas pesquisados e, no debate realizado logo após as apresentações, muitos participantes destacaram os desafios da produção de alimentos no município. “Vou aproveitar esse espaço de lugar de fala para nós, agricultores. Quero dizer aqui, conforme a pesquisa, que, sim, temos agricultura em Belém. E é importante fazer parcerias para potencializar a nossa agricultura”, pontuou dona Teo, representante do Assentamento Mártires de Abril. 

Segundo Jaqueline Ferreira, os resultados finais das pesquisas serão amplamente divulgados no segundo semestre.